Os Rios do Rio Grande do Sul em exposição na Assembleia Legislativa

Exposição comemorativa ao Dia Mundial da Água segue até o dia 27 de março, na Galeria dos Municípios, no andar térreo da Assembleia Legislativa. 

    Nesta segunda-feira, membros dos Comitês de Bacias Hidrográficas do Rio Grande do Sul se encontraram em Porto Alegre para a cerimônia de abertura da exposição comemorativa do Dia Mundial da Água, Os Rios do Rio Grande do Sul. Com fotos e amostras de água que retratam as diferentes Bacias Hidrográficas do estado, a exposição segue aberta para visitação, na Galeria dos Municípios, no andar térreo da Assembleia Legislativa, até o dia 27 de março.

    Além dos membros dos Comitês e de entidades ambientalistas, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Edson Brum (PMDB), também participou da cerimônia e destacou a importância da preservação das Bacias Hidrográficas para garantir o futuro da água no planeta. “Nosso Estado é muito rico em rios e fontes, precisamos fomentar uma cultura de preservação e proteção da nossa água, para garantir o futuro do nosso planeta”, disse.

    Representando a Secretaria de Estado do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, a Chefe de Gabinete Lilian Zenker, destacou a importância da água e ressaltou que a educação ambiental é uma importante ferramenta para a sensibilização para o cuidado com os recursos hídricos e os Comitês de Bacias fazem isso com propriedade e de maneira harmônica.

    Para o presidente do Comitê Rio Passo Fundo, a iniciativa é uma forma de aproximar o Parlamento das Águas do Parlamento Legislativo Gaúcho. “Os Comitês e o Fórum Gaúcho de Comitês buscam se aproximar da Assembleia Legislativa. Essa aproximação é necessária, já que o Plano Estadual de Recursos Hídricos está para ser aprovado e vai exigir ainda mais a relação entre as duas organizações”, comenta. Ele acrescenta, ainda, que apesar de a exposição ser singela, a ideia foi muito bem aceita e busca evidenciar as Bacias do estado. “É um ato bastante produtivo e que teve rápida aceitação. Se essa abertura nos foi possibilitada, é importante tratar de assuntos importantes como o meio ambiente. Foi o primeiro ato de muitos que ainda vão acontecer. É o primeiro passo para a concretização de algo maior”, avalia.

Assessoria de Comunicação

Comitê Rio Passo Fundo